As crianças e o vestuário de professores e professoras

Que impacto a aparência do professor ou professora exerce sobre as crianças? Embora o tema seja vasto, neste artigo o irmão Gabriel Gonzales propõe algumas respostas que, além de despertar várias reflexões, podem mudar sua maneira de pensar sobre o a

 

 

 

 As salas do ESIR, em muitos lugares, são as áreas mais enfeitadas e arrumadas da igreja com imagens e cores chamativas por todas partes. Isso porque acreditamos que crianças são muito influenciadas pelo visual. Porém, crianças não reparam visualmente apenas no ambiente da sala, elas observam também a roupa com que o profissional de educação as recebe nesse ambiente.

A roupa, assim como a linguagem verbal, é parte importante do universo da comunicação. Por isso, a maneira como você se veste pode falar bem ou mal de você. Pelos seus trajes as pessoas farão uma ideia de quem você é e, antes que comece a falar, já terão formado uma primeira opinião a seu respeito. 

As roupas da professora e sua influência nos meninos

Geralmente o despertar sexual dos meninos se dá a partir dos 10 ou 11 anos de idade. A partir dessa idade começam a ter curiosidade pelo corpo feminino. Mas não se engane pensando que antes disso os meninos não são afetados pela visão do corpo feminino.

Num ambiente religioso as roupas usadas tendem a esconder o corpo o máximo possível. Mas existem duas áreas do corpo que professoras descuidadas podem deixar à mostra e chamar a atenção dos meninos: a linha entre os seios e a parte interna das pernas, acima do joelho.

      Não é necessário ser especialista para entender que essas áreas do corpo feminino são altamente chamativas para o homem. Isso se dá por dois motivos:

1- Curiosidade: o homem é muito curioso por natureza. Ao olhar a linha entre os seios a curiosidade do homem é ativada e ele se pergunta “se isso é tão bonito, imagina o que tem além?

2- Conquista: o homem é conquistador por natureza e a visão dessas áreas do corpo feminino despertam o desejo de olhar mais. Ele quer conquistar a oportunidade de olhar mais do que está olhando. Isso leva a um processo de imaginação no seu cérebro. Ele não viu as partes intimas da mulher, mas ele viu o caminho que leva a essas partes intimas e começa a imaginar como seriam.

A curiosidade e o desejo de conquista podem levar o homem a querer ter um contato íntimo com essa mulher que deixou essas partes à mostra ou com qualquer outra mulher. O homem cristão lutará contra esses desejos. Mas alguns podem perder a luta e permitirem que a mente fique poluída com imaginações que mancham o coração e o caráter.

Quando a professora usa saias que cobrem bem as pernas e blusas que não deixam nenhuma parte à mostra, está protegendo o coração e a mente dos seus alunos. Quando ela segue os princípios do vestuário de forma correta, está sendo uma influência de vida para vida. E não se engane pensando que eles ainda são muito pequenos para entender essas coisas. Não subestime a capacidade que o menino tem de guardar essas imagens na sua mente.

As roupas da professora e sua influência nas meninas

Para as meninas, a professora é uma heroína digna de ser imitada. Para muitas delas o primeiro contato com uma mulher educadora, além da sua mãe, é na ESIR. A influência que a professora tem sobre essas meninas na questão do vestuário é impressionante. As garotas irão decidir que tipo de roupa usar ao olhar quem toda semana está na sua frente, na posição de exemplo. Imprimir nessas mentes juvenis a ideia que é sempre melhor seguir os princípios bíblicos do vestuário através do ensinamento oral e principalmente através do exemplo é uma das responsabilidades que recai sobre as professoras.

Vista-se com asseio e bom gosto. Coloque suas melhores roupas! Capriche no penteado e no sorriso. Cause uma boa impressão! Que as meninas olhem para você e digam: Uau! Que linda que a professora está! Quero ser igual a ela.

Você consegue imaginar daqui a 10 ou 15 anos uma geração de moças vestindo do jeito que você veste? Como se sentiria? Esse pensamento é tranquilizador ou preocupante?

As roupas do professor e sua influência nos meninos e meninas

Quando era criança dificilmente tinha a oportunidade de ter um professor na minha escola sabática. Geralmente eram professoras. Era um privilégio quando aparecida um professor. Não somente eu, mas toda a classe o olhava com grande admiração. A influência que esses professores tinham no meu jeito de vestir era impressionante. Lembro-me quando apareceu um professor que tocava violão muito bem e a gente achava o máximo. Ele também gostava de vestir camisas desabotoadas deixando o peito à mostra e não demorou muito para a gente aderir a essa “moda”. Mas também teve um professor que gostava de estar sempre muito bem penteado (passava gel ou alguma coisa colante no cabelo) e usava paletó e gravata em todo momento. Também o imitamos e aparecíamos com o cabelo “lambido” e bem arrumado e fazíamos questão de usar paletó e gravata.

O que quero dizer é que o efeito das suas aulas pode ser potencializado ou prejudicado pelo seu vestuário. Seu vestuário está ligado diretamente ao seu caráter! Você pode preparar a melhor aula e ser um profissional altamente competente mas se sua luz não estiver brilhando da forma adequada, de nada vale o esforço.

“Os seguidores de Cristo são representados por Ele como o sal da Terra e a luz do mundo. Sem a salvadora influência dos cristãos o mundo pereceria em sua própria corrupção. Olhem à classe de professos cristãos descrita, os quais são descuidosos com o seu vestuário e sua pessoa; frouxos nas transações, como o demonstra seu trajar; toscos, sem cortesia e rudes de maneiras; baixos nas conversas; considerando ao mesmo tempo esses míseros traços de caráter como distintivos de verdadeira humildade e vida cristã. Pensam vocês que se nosso Salvador estivesse aqui os havia de apontar como sendo o sal da Terra e a luz do mundo? - Não, nunca!” MJ pág. 349

Crianças aprendem mais pelo exemplo do que pela palavra.

Seja a luz do mundo!

 

 

 

 

-->